Wednesday, December 14

O ABISMO

ESTAVA INDO DE CARRO, COM UMA PESSOA, QUE ERA MEU SÓCIO NUM NEGOCIO, QUE NÃO SEI QUAL ERA. ELE QUEM DIRIGIA O CARRO. PASSAMOS AO LADO DE UM ABISMO BEM PROFUNDO. NISTO ELE COMEÇOU A DESCER PARA ESTE ABISMO, POR UMA ESTRADA DE TERRA, EM ESPIRAL. EU ASSUSTEI, POIS ACHEI QUE ELE IRIA BATER NUMA PEDRA QUE TINHA NA BEIRA DA ESTRADA. ENTÃO ELE COMEÇOU A RIR. QUANDO CHEGAMOS LÁ EM BAIXO, EU OLHEI PARA CIMA, E VI ALGUMAS PESSOAS SENTADAS NA BEIRA DO ABISMO, LÁ EM CIMA. ENTÃO ELE CONTINUOU COM O CARRO. LÁ EM BAIXO NÃO TINHA PLANTAS, SOMENTE TERRA BATIDA, TIPO UM DESERTO FEITO DE TERRA VERMELHA. CHEGAMOS NUMA CASA QUE TINHA LÁ NO MEIO DESTE DESCAMPADO. CHEGAMOS E SENTAMOS NUMA MESA TIPO MESA DE BAR. ENTÃO ESTE HOMEM FALOU COMIGO QUE ESTAVA MUITO DIFICIL CONTINUAR COM A EMPRESA, PELO FATO DE TER DE VIR ATE ALI TÃO LONGE. EU ENTÃO DISSE A ELE QUE NA NOSSA CIDADE TINHA UM LOCAL QUE VENDIA AS MESMAS COISAS QUE ÍAMOS BUSCAR ALI NO FUNDO DAQUELE ABISMO. EU SEI QUE A GENTE IA ALI BUSCAR O MATERIAL SEMPRE, EU SÓ NÃO SABIA QUE MATERIAL ERA ESTE. NISTO CHEGOU UM HOMEM SORRINDO E NOS SERVIU ALGO PARA COMERMOS QUE NÃO SEI BEM O QUE ERA, ENTÃO FICAMOS CONVERSANDO ALI. EU NÃO SABIA QUEM ERA O HOMEM QUE ERA MEU SÓCIO.