Pular para o conteúdo principal

A MULHER E OS TRINTA REAIS




Estava indo pela Rua São Paulo com um colega e este ia reclamando muito do serviço e da empresa onde trabalhamos.
Chegando próximo a Avenida Primeiro de Junho uma mulher nos abordou pedindo ajuda para compra algo para comer para os filhos. Este colega meu que estava reclamando virou na Avenida Primeiro de Junho e foi no sentido da Catedral. Eu parei e tirei da carteira trinta reais e dei para a mulher dizendo que dava para ela comprar arroz e feijão para os filhos. A mulher pegou o dinheiro e foi embora. Segui pela Avenida Primeiro de Junho para ir encontrar com meu colega. Ele deveria ter ido numa loja de peças automotivas que tem na esquina da Avenida Primeiro de Junho com Rua Itapecerica. Cheguei nesta loja, olhei lá dentro e ele não estava lá. Fiquei procurando e vi ele descendo a Avenida Primeiro de Junho vindo da Catedral. Fiquei pesando onde ele teria ido porque ele tinha que comprar a peça para o carro que a gente precisava.

Comentários

Postagens mais visitadas - Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO