Saturday, July 7

OS NÚMEROS

Estava dentro de um jipe ao lado de um a pessoa que o dirigia. Esta pessoa me levava para um local onde eu deveria anotar alguns dados para posteriormente fazer um trabalho. Pouco a nossa frente havia um galpão gigante. A porta deste galpão deveria ter uns 5 metros de altura e uns 10 metros de largura. Ao lado desta porta, havia outra menor. Mais ou menos a metade da porta gigante. Este homem que dirigia o jipe foi dirigindo em direção a esta porta menor que estava fechada, embora a grande estivesse aberta. Ele bateu com o jipe na porta abrindo a mesma. Lá dentro eu vi um imenso local limpo e cimentado. Só lá no fundo que havia o que seria um Cubilot. (forno de fundição). Eu via o ferro derretido e alguns montes de areia comum. Mas não via propriamente o forno Cubilot. Este homem parou o jipe próximo a este forno e assim que descemos, ele foi falando os dados para eu anotar. Fiquei procurando caneta e um pedaço de papel. Encontrei um pedaço de papel no bolso, mas ele estava todo sujo. Fui anotar assim mesmo. O homem já havia dito tudo, eu só lembrava o primeiro dado, que era: 0,756. Perguntei a ele o restante. Ele disse tudo novamente e pude então anotar o restante que era: 6,943. Mas depois que anotei e com a sujeira do papel eu não conseguia ler o que tinha escrito. Então reescrevi na beirada do papel que estava um pouco mais limpo. Mas ainda assim tinha dificuldades de ler o que estava escrito. Fiquei pensando que se tivesse anotado errado, faria errados também os cálculos. Mas, a pessoa que havia me levado ali já tinha ido embora e não tinha como perguntar novamente os dados.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS