Sunday, August 9

SUBINDO O MORRO

Estava indo por uma rua. Estava escurecendo. Nisto virei numa rua onde passei por um homem sentado na beira da calçada e depois por uma criança que estava em pé no meio da rua. Eu andava no meio da rua. Quando passei pela criança, ela deu um tapa na minha barriga. Continuei andando, olhei para trás, fiz cara feia para o menino e continuei. Depois vi que aquela não era a rua que queria, pois o final dela era muito íngreme. Mas continuei e chegando ao final, ela era como se fosse um paredão. Mas esta rua era descalça (de terra). Com dificuldade, fui subindo, pois não queria voltar para passar pela rua que eu queria. Quando cheguei ao topo, já quase caindo para trás, tinha uma mulher deitada ali na beiradinha. Ela pegou minha mão e me puxou para cima da rua. Também cai deitado e fiquei ali deitado, junto a ela.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS