Saturday, August 8

ATRÁS DO CHEFE, COM AJUDANTE FLUTUANTE

Estava chegando num local, que seria o local do meu trabalho, carregando com dificuldades uma maleta tipo James Bond, e mais alguns papeis nas mãos. Este local era cheio de desníveis. Havia várias escadas de acesso. Era parecido com a praça do santuário aqui de Div. Só que o piso era todo de forrado com britas pequenas e tinha alguns canteiros, mas nenhuma árvore, como tem na praça do santuário. Quando descia uma destas escadas, cruzei com o dono, ele fez que parou, mas eu continuei. Fiquei pensando que faltava ainda um minuto para seis e meia e então não tinha começado o horário do serviço. Fui até um canto que tinha ali e vi um mini armário, de uma gaveta, que ficava ali no chão. Agachei para abrir a gaveta. Quando abri, vi que só tinha panfleto de propaganda. Peguei um e pensei em despistar quem estivesse olhando, para pensarem que fosse correspondência. Estava meio escuro eu tentava vi-lo-á para uma luz que vinha ao lado. Mas não conseguia. Nisto uma luz de lanterna iluminou o panfleto. Olhei para ver que era, era um chefe. Ele então disse: “agora você pode ver melhor” fiquei rindo meio sem graça, guardei o panfleto. Nisto, como se o que eu via, virasse 90 graus e fui parar do outro lado, num outro nível, como se visse tudo num espelho. Nisto já estava perto do chefe com a lanterna e ao meu lado havia uma espécie de duende, que seria meu ajudando. Ele era uma bola com perna e braços, tudo miniatura só que ele flutuava. Nisto este chefe me disse: “seja bem vindo ao seu primeiro dia de chefe”. Não falei nada, fiquei rindo. Quando vi o dono passando um pouco adiante, só que no nível mais alto. Então disse para meu ajudante que flutuava: “vamos lá falar com o dono, porque ele quer falar comigo”.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS