Skip to main content

DE BICICLETA A NOITE

Era noite. Havia pouquíssima luz. Estava numa mata fechada onde havia apenas uma trilha. Estava em uma bicicleta. Eu não conseguia ver a trilha, mas estava indo de bicicleta. Eu gritava para alguém me ajudar, pois não sabia exatamente para onde ia temia sair da trilha. Nisto a pouca luz que tinha acabou. Não conseguia ver absolutamente nada. Comecei a gritar pedido ajuda, mas ninguém respondia. Não conseguia para a bicicleta. Nisto alguém gritou que era só seguir em frente sem fazer curvas que eu sairia da mata. Fiquei gritando que não via nada, nada mesmo, como eu iria ficar na trilha. A escuridão foi tanta que eu desapareci me misturando na própria escuridão.

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO