Sunday, March 2

A MULHER DE 25






Estava vindo pelo passeio da Rede juntamente com uma criança que deveria ter uns 10 anos.
Junto comigo tinha uma pessoa. Então disse para aquele criança andar depressa e ir na nossa frente. Estava passando por mim, lendo um jornal, um homem com duas crianças. Este homem reclamou comigo do jeito que eu falei com a criança que me acompanhava. Disse que eu não podia gritar com a criança. Não disse nada, mas fiquei resmungando comigo mesmo que eu falava do jeito que eu quisesse. Depois de andar um pouco aquela criança atravessou a rua, juntamente com a pessoa que me acompanhava e entrou em uma casa. Nisto veio uma menina, que deveria ter uns 15 anos e ficou me acompanhando no lugar daquela criança. Continuei andando e aquela menina, a medida que a gente andava, ficava mais velha. Fui indo pelo passeio e vendo aquela menina ficando mais velha até que chegou em uma idade de aproximadamente uns 25 anos. Naquele passeio havia uma entrada de um beco onde dava para a nossa casa. Entramos naquele beco e ali havia outras três pessoas e uma delas era meu irmão. Então, aquela mulher que estava comigo começou a me beijar e ficamos ali dando uns pega até que ela tirou a roupa e eu também. Eu a coloquei sentada em cima de uma pequena laje que tinha ali e deveria ter um metro de altura e mesmo com aquelas pessoas ali, ficamos pelados e nos agarrando até que vi pelo beco, que duas mulheres idosas estavam nos olhando. Sai de perto da mulher e sentei em uma cadeira dizendo para meu irmão que tinha alguém nos espionando. A mulher ficou ali nua, sentada em cima da laje. Eu na cadeira e meu irmão foi falar com as mulheres idosas que já estava dizendo que tudo aquilo era um pouca vergonha. 

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS