Saturday, December 29

OS CACHORRINHOS DE ESTIMAÇÃO DA BACTÉRIA

-->
Estava em meu quarto sentado na cama, quando comecei a sentir algo me incomodando dentro do meu braço, no local conhecido como batata do braço. Aquele local quando a gente dobra o braço e mostra para provar que eh forte. Parecido quando o músculo fica tremendo involuntariamente, só que do lado de dentro. Encostei meus olhos neste local onde tremia e pude ver dentro do meu braço, mais precisamente dentro de uma célula. Dentro desta célula vi que uma bactéria que tinha ali, estava brincando com o que seriam seus dois cachorros. Estes cachorros tinham a forma de uma cota de água, parecidos com girinos de sapo sem a calda. Tinham olhos, nariz e boca, mas não tinham pernas. Ficavam dando pulinhos e rolando para a bactéria, que seria sua dona. Eles pareciam ser filhotes. A bactéria arrancava um pedaço de minha célula e dava para eles comerem, toda vez que eles pulavam e rolavam como se fosse um prêmio pelo que faziam. Quando a bactéria arrancava um pedaço de minha célula era o momento em que eu sentia o músculo tremer. Fiquei pensando comigo mesmo o fato da bactéria estar vivendo na minha célula ainda cria cachorro lá dentro. Afastei os olhos do braço e sai dizendo para mim mesmo que deixaria pra lá, pois cada um tinha o animal de estimação que quisesse.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS