Skip to main content

ENGATINHANDO NOS CACOS DE VIDRO



















Eu e o Gueds estávamos andando por uma rua. Eu ia andando como criança, de gatinho. (Engatinhando) Nisto passamos por uma loja cuja porta de vidro estava toda quebrada. Eu continuei andando por cima dos cacos de vidro. Quando chegamos numa esquina, eu fiquei pensando porque até ali tinha vidros. Nisto um pedaço de vidro entrou no meu dedo. Eu não senti dor. Fui então e retirei o pedaço. Mas ficou um pedaço dentro do dedo. O Gueds então puxou e saiu um pedaço de vidro de um centímetro mais ou menos. Sai limpando o dedo, que não saiu sangue.

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO