Tuesday, October 2

AS EMPADAS VELHA

-->Estava em nossa casa. Só que ela ficava no campo. Em volta desta casa era todo gramado. Este gramado ia até uns vinte metros da casa, em toda sua volta. Havia uma pequena escada de uns seis degraus deste gramado para o piso da casa. Estava perto desta escada quando um homem parou uma caminhonete distante uns 10 metros da casa. Ele veio andando em minha direção. Quando chegou perto de mim reclamou de que as empadas que ele me encomendou pareciam estar velhas. Então lembrei que ele tinha me encomendado 100 empadas. Mas eu tinha  esquecido de fazer. Então ele foi falando e disse que o Cândido tinha entregado as empadas para ele. Fiquei pensando onde o Cândido teria conseguido as empadas. Fiquei pensando comigo mesmo que eu deveria ter anotado o pedido para não ter esquecido o dia. Nisto este homem disse que minha mãe tinha dado para ele as frutas que estavam no cesto e estavam lá perto de sua caminhonete. Então disse a ele para gente ir lá ver. Fomos indo em direção à caminhonete. Fiquei lamentando no pensamento minha mãe ter dado as frutas para ele, porque eu iria pedir a ela as frutas para mim. Quando fomos nos aproximando da caminhonete, alguém que estava lá dentro saiu dirigindo a mesma e parou logo depois, no final daquele gramado, pois ali tinha um lamaçal. Eram duas crianças, filhos daquele homem. Quem dirigia era a menina. Ela então disse para o pai que ele estava demorando muito e por isto queriam ir embora. Ele mandou que eles esperassem que ele não ia demorar. Então disse para aquele homem pegar as frutas e jogar na carroceria da caminhonete, porque a gente precisava do cesto. O tal homem disse que assim estragaria as furtas. Disse a ele para levar então a cesta, mas deveria trazê-la de volta o mais rápido possível. Voltamos para nossa casa e o tal homem continuou falando das empadas que pareciam serem velhas. Quando subimos os degraus para entrar na casa, o acesso era pela cozinha. Mas antes havia um cômodo que era o da bagunça. Fomos passando por este cômodo e o tal homem disse que tinha visto ali um tabuleiro cheio de empadas, e estava acreditando que o Cândido tinha entregado a ele aquelas empadas velha. Fiquei pensando que deveria ter sido isto mesmo. O Cândido deve ter esquentado as empadas no forno de microondas e entregue ao tal homem. Passei olhando por este quartinho que não tinha parede da frente e vi muita bagunça, mas não vi empadas. Dentro da cozinha este homem me deu 55 reais e disse que era uma gorjeta por eu ter feito as empadas para ele. Disse que era para eu ficar com 25 reais e entregar ao Cândido 30 reais. Quando ele me entregou o dinheiro vi da cozinha o papai e a mamãe chegando. Eles estavam rindo de alguma coisa. Subiram as escadas em nossa direção. Passaram por nós rindo e cumprimentaram o tal homem e foram para casa adentro. O tal homem foi embora e eu sai procurando pelo Cândido para entregar a ele o dinheiro e saber como ele fez para conseguir empadas para o tal homem.



No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS