OS SONHOS QUE SONHEI - THE DREAMS I DREAM.: OS ABRAÇOS DA MAMÃE

OS ABRAÇOS DA MAMÃE





Estava dentro de uma loja de departamento. O Cândido estava lá também e carregava uma cesta de compras tipo aquelas usadas em supermercado.

Havia algumas coisas, que o Cândido pegou nas prateleiras, dentro daquele cesto de compras. Havia ali na seção onde eu estava uma exposição de mercadorias em uma prateleira que era composta de várias cestas de plásticos, uma acima da outra. Não eram muito grandes. Dentro de cada cestas desta prateleira, que deveria ser umas quatro, tinha mercadorias. 

Nisto eu pedi ao Cândido para pegar para mim uma mercadoria que tinha na cesta de cima desta prateleira e que deveria ser tamanho M. O Cândido olhou nesta cesta e disse que tinha somente tamanho P. Eu disse que podia ser P mesmo. Ele pegou e me entregou. Fiquei pensando que P deveria servir e não teria nenhum problema. Este produto estava embalado em um saquinho de plástico daqueles que fazem barulho quando o pegamos. Dobrei este saquinho com a mercadoria e coloquei no bolso da camisa. Saímos dali e fomos para a  casa da mamãe.

Chegando na casa da mamãe, ela veio e perguntou o Cândido o que ele tinha comprado e quis olhar dentro da sacola que ele levava. Mas ele não quis deixar ela ver o que tinha na sacola e fui subindo as escadas para o andar de cima da casa. A mamãe veio até mim e me abraçou. Fiquei torcendo para que ela não encostasse no bolso da camisa e visse que tinha ali algo que eu tinha comprado. Mas ela não encostou.
Depois que minha mãe me abraçou ele foi atrás do Cândido, que subia as escada, peguntando o que ele tinha comprado, mas ele dizia que nada. Minha mãe voltou até mim e me deu outro abraço, mas também não encostrou no meu bolso. Minha mãe foi atrás do Cândido e ele se esquivava de deixar ela ver o que tinha na sacola.

Nisto minha mãe veio e me deu outro abraço e desta vez o saquinho fez barulho no meu bolso. Eu fiquei pensando que agora ela iria ver que tinha algo no meu bolso, mas ela não percebeu. Depois que me abraçou, minha mãe subiu as escadas atrás do Cândido chamando por ele.




CONHEÇA O MUNDO OLHANDO DA JANELA DO TREM 


CORTEZ - A MÁQUINA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário