Sunday, May 11

A ESTRADA





Estava dirigindo uma moto com dois outros motoqueiros. Estava anoitecendo.
Íamos por uma estrada tortuosa por entre os vales de uma montanha. Nisto chegamos em uma parte desta rodovia que era feita de escada. A escadaria tinha a largura da rodovia e tinha muitos degraus, Eu não conseguia ver o final desta escadaria. Na ponta de cada degrau e em toda sua extensão, tinha uma chapa de ferro encaixada num corte que tinha ali. Os degraus eram largos. No final do degrau, rente ao próximo, também havia outro corte. A gente tinha que tirar esta chapa da ponta do degrau e colocá-la no corte do final deste degrau, isto para ir subindo degrau por degrau. Descemos da moto e fomos fazer isto. Eu e as duas pessoas que estavam comigo. Só depois que colocássemos a chapa no corte do final do degrau, que a gente podia subir no degrau. E assim, a gente foi subindo a medida que mudávamos a chapa de lugar. Como a chapa era muito grande e pesada, a gente estava subindo devagar demais. Então disse que não subiria os degraus daquele jeito. Mas os dois que estavam comigo disseram que a gente tinha que chegar lá em cima. Olhava para cima e não via o final dos degraus e imaginava que tão cedo a gente conseguiria chegar  ao final da escadaria. 



No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS