Saturday, May 3

AS DUAS RODOVIAS






Estava dirigindo o carro da empresa em uma rodovia. O Chiquinho estava comigo.
Vi que precisava colocar gasolina no carro. Vi que a frente tinha um posto de gasolina. Para acessar este posto, havia uma via lateral. Eu dirigia do lado oposto do posto. Esta via lateral começava bem antes do posto. Atravessei a pista e entrei nesta via lateral. Esta via era estreita e só passava um carro. Quando entrei nesta via, vi que vinha um outro carro em sentido contrário. Fiquei pensando se tinha entrado em via errada. Mas o carro que vinha entrou em uma saída e então percebi que eu estava correto. Quando cheguei neste posto, vi que ele ficava entre duas rodovias. A que eu estava, que era uma rodovia simples, e a que passava do outro lado, que era duplicada. Estas duas rodovias se aproximavam uma da outra justamente neste posto e depois se afastavam novamente. A rodovia duplicada ficava mais alta que a simples, uns 3 metros. Com isto o posto ficava em desnível, mas era todo cimentado como qualquer posto de gasolina. Parei o carro para abastecer e pedi a moça que me atendeu para colocar trinta e três reais. 
Puxei o frei de mão do carro e tirei o pé do freio. Mas o carro foi descendo, devido ao desnível do posto. Liguei o carro e dei marcha a ré e aproximei da bomba de gasolina novamente. Fiquei com o carro ligado para mantê-lo ali até ser abastecido. Assim que a moça abasteceu, sai com o carro, só que fui pegar a rodovia duplicada. Parei antes um pouco, e para que o carro não voltasse, pedi ao Chiquinho que ficasse pisando no freio porque eu tinha tido a impressão que estava vazando gasolina. Fui atrás do carro e vi que estava jorrando um filete de líquido bem próximo ao cano de descarga. Voltei para o carro e disse ao Chiquinho que assim que chegássemos na empresa, diria para o Alex que o carro estava vazando gasolina ou água.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS