Thursday, September 11

VOZES NA MADRUGADA

Eu estava num local, que parecia um grande jardim na entrada de uma empresa. Era todo murado. Havia apenas o portão de entrada, mas não havia portão, só o vão deste. Eu estava ali dentro, usando apenas uma cueca boxer amarela. Era de madrugada. Eu ouvia vozes. Então fui até lá fora, ver se tinha alguém ali. Vi um orelhão do outro lado da rua, debaixo de um poste de luz, que era a única luz que havia ali. Eu segurava algo não mão, que parecia um papel dobrado. Tive a sensação que uma mulher estava perto do orelhão. Mas não a vi. Fiquei com medo de ter algum assaltante ali, e pensar que em minha mão tinha dinheiro. Sai andando na frente deste jardim, quando por traz do muro, vi que ao lado deste, tinha uma espécie de quadra de futebol de salão. Era dali que saía às vozes. Mas não vi ninguém. Imaginei que fossem as pessoas que estavam esperando o dia amanhecer para vir procurar emprego. Fiquei com medo de serem ladrões também. Então voltei para o jardim de onde estava. Quando passei pelo portão, não consegui andar. Cai de joelhos e fui andando de joelhos muito lentamente. Fui tentando me afastar o máximo do portão e me escondi atrás da primeira árvore que tinha ali.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS