Monday, December 22

USANDO A COBRA COMO CONTROLE REMOTO

Estava numa cidade e era noite. Eu então bati os braços, como se fossem asas, e sai voando. Quanto mais eu batia, mais alto eu ia. Eu voei por cima de alguns prédios e vi algumas pessoas lá em baixo. Então fui batendo os braços mais devagar e fui descendo. Nisto cheguei ao alto de um prédio, que devia ter uns 10 metros. Então pensei que era só pular, bater os braços, eu não cairia. Então me atirei de lá de cima e fui batendo os braços e fui descendo bem devagar. Algumas pessoas estavam ali andando, mas nenhuma se importou de me ver voando. Depois de andar um pouco, bati os braços novamente e sai voando de novo, e fui embora.
Encontrei uma cobra que deveria ter uns 10 metros. Eu peguei o rabo da cobra e com ela, como se fosse um controle remoto, fui guiando um carrinho de brinquedo. A cobra ficava toda esticada e o carrinho ia à sua frente. Teve um momento que a cobra quis se enrolar numa árvore. Eu ficava tentando puxá-la, mas ela não vinha. O Carrinho estava parado. Quando consegui puxá-la da árvore, continuei guiando o carrinho. Ai a cobra tentou novamente ir para um matagal. Eu então a soltei e deixei-a ir embora. Fui até o carrinho e vi que era um jipe em miniatura.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS