OS SONHOS QUE SONHEI - THE DREAMS I DREAM.: A curva

A curva




O ônibus ia rapidamente pela estrada de terra e não diminuía a velocidade, mesmo com a curva já se aproximando:
Estava dentro de um ônibus que seguia por uma estrada de terra. Eu era o único passageiro dentro deste ônibus. Este ônibus ia rapidamente por aquela estrada levantando muita poeira. Eu seguia de pé dentro deste ônibus, sempre olhando para a frente, como fazemos normalmente quando estamos dentro de um ônibus. Estra estrada de terra tinha muitas curvas e mesmo assim o motorista que estava usando uma camisa branca, não diminuía a velocidade.


Nisto veio uma caminhonete branca e começou a ultrapassar a gente. O ônibus encostrou o máximo que pode naquele estrada de terra que não era muito larga. Assim que a caminhonete passou o ônibus, veio uma curva fechada em seguida. A caminhonete fez a curva e o ônibus foi fazer também, sem que o motorista diminuísse a velocidade. Mas ele fez a curva e bem no meio da curva, na  lateral desta estrada tinha uma grande árvore.

Um dos galhos desta árvore estava sobre a estrada. Quando o ônibus fez a curva, passou muito próximo da árvore e consequentemente bem em baixo do galho já bem grosso que saia daquela árvore. Eu imaginei que o teto do ônibus iria bater naquele galho, mas ele passou rente a este galho que saía em direção a estrada de terra.

Quando o ônibus acabou de passar por aquele galho fazendo a curva sem problemas, fiquei pensando que o motorista já sabia que seria possível passar por ali sem bater no galho. Olhei para o motorista que dirigia como se tudo aquilo fosse normal. 

Você também pode gostar:





Nenhum comentário:

Postar um comentário