Skip to main content

AS MOEDAS

Eu estava num local, que parecia um grande galpão de uma empresa. Tinha uma pessoa agachada, trabalhando em algo. Nisto veio um homem, que seria o dono da empresa, dizendo que o filho dele não sabia nada e que tinha mandado fazer tudo errado. Pediu-me para fazer novamente. Ele então me deu uma sacola cheia de pratinhas de um real, 50 centavos e 25 centavos. Eu fui colocando as pratinhas nos bolsos. Todos os bolsos da minha calça ficaram cheios. Nisto eu fui até o homem que estava agachado, rindo muito e disse que usaria as pratinhas para tampar as bocas dos vidros que estavam dentro de uma caixa, onde este homem estava trabalhando. Eu ria muito. Nisto o dono veio novamente, e perguntou-me se eu já tinha terminado o serviço.

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO