Saturday, August 23

ERA SÓ A GENTE PULAR QUE EU ACORDAVA..............

Eu estava num local, que tinha muitas árvores na minha frente, eu corri e sai voando. Eu voei sobre estas árvores. Eu quase ia descendo, ai fazia força para subir e continuava voando novamente. Eu via as copas das árvores, algumas amarelas. Toda vez que eu ia descendo, eu fazia força e conseguia voar novamente. Num certo momento, fiz muita força e fui muito alto. Fiquei com medo, pois sabia que muito alto era muito frio. Eu fui descendo e cai na beira de uma lagoa, dentro da água. Sai da água e vi uma construção antiga, tipo ruínas de civilizações antigas, só que no pé de uma montanha. Tinha uma entrada feita nas paredes do barranco, O Fernando estava lá. Nós entramos e saímos numa espécie de salão, que tinha sido feito escavando a montanha. Subimos alguns degraus feitos na própria terra. Chegando lá em cima, vi que tinha um buraco no barranco. Olhei por este buraco, procurando não fazer barulho. Lá no fundo, a uns 10 metros mais ou menos, tinha alguns animais, que pareciam morcegos, mas eram iguais a dinossauros. Eram pequenos, do tamanho de uma galinha. Eles andavam de um lado para outro. Havia outros bichos lá, que não sei o que eram. Então eu disse para o Fernando que era para sairmos dali bem rápido. Nisto então eu disse que eu estava sonhando, porque quando estou voando, só pode ser sonho. Então fiz força para acordar. Vi uma saída deste barranco. Lá em baixo, numa altura de uns 100 metros, tinha uma espécie de lagoa. Eu disse que era só a gente pular que eu acordava. Ma o Fernando não quis. Então saímos andando e veio uma espécie de jacaré de um metro mais ou menos, atrás de nós, tentando nos morder. Eu peguei as duas mãos do Fernando, o rodei (assim como a gente roda uma criança, quando esta brincando com ela) e os pés do Fernando acertaram o tal jacaré mando-o bem longe.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS