Skip to main content

PULANDO NO ABISMO

Estava em uma rua, onde não havia ninguém e não passava nenhum carro. Caminhava com as mãos no bolso e olhando para o chão, como se procurasse alguma coisa. Depois de andar um pouco, cheguei à beira de um abismo muito fundo. Olhei e não conseguia ver o fundo do abismo. Então pensei que só saberia o que havia lá em baixo, indo até lá. Nisto eu pulei no abismo.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Comments

Popular posts from this blog

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO