Skip to main content

O NAVIO ANCORADO

Estava na varanda de uma casa, onde havia um parapeito feito de tubos. Nisto olhei para baixo e vi um navio. Então chamei algumas pessoas que estavam ali, para vir ver. Então disse a elas, que parecia que o navio estava longe no mar. Mas se a gente olhasse com calma, veria que ele estava bem ali, na beira da praia, nos fundos da casa. Então todos saíram para ir até o navio. Fui também. Só que para chegar até ele, tinha uma floresta para a gente atravessar. Fui andando pela floresta até que vi o navio. Algumas pessoas já estavam entrando lá dentro. Quando fui entrar, a porta do navio se fechou, deixando apenas eu de fora. Então disse: “não queira ir mesmo”

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO