Skip to main content

CASA ABERTA PARA AS ORAÇÕES



Estava vindo por uma rua. Vinha correndo muito. Nisto uma criança passou correndo mais rápido que eu. Ela virou na esquina, para a esquerda, mesmo sentido que eu ia. Ao virar também, gritei com o menino, dizendo: __Ha garoto! Querendo ser melhor que eu né!__ A casa que eu ia entrar, ficava logo ali perto da esquina. Entrei rapidamente no portão da garagem, que era de grade e único acesso a casa. Depois de uns 5 metros deste portão, tinha outro, só que todo fechado. Eu tentava abrir o portão rapidamente, pois temia que o pai do garoto viesse brigar comigo, por eu ter reclamado dele correr mais que eu. Por mais que eu tentava, não conseguia abrir o tal portão. Nisto, um homem de dentro da casa abriu o tal portão. Entrei e pedi ao tal homem que fechasse logo o portão. Ele disse que não poderia, pois as pessoas já estavam chegando para as orações. Olhei e vi chegando várias pessoas, que iria rezar na minha casa. Deveria ter uma 50 pessoas. Elas já entravam rezando, todas com um terço na mão.

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO