Wednesday, November 17

A SENHA


Estava numa sala, que parecia uma sala de máquinas de uma empresa. Lá estava o Expedito, com quem trabalhei. Conversei com o Expedito e disse que precisava levar um envelope para o Dr. Jacinto. O Expedito me entregou o envelope e com dificuldades, passei entre as maquinas que tinha ali e fui indo embora. Chegando numa sala, havia uma mulher, que seria a secretária do Dr. Jacinto. Ela disse que ele não estava ali. Fui indo embora e deixei cair os papeis que estavam na minha mão, juntamente com o tal envelope, dentro de uma poça de água. Peguei com cuidado para não rasgar tudo e fui indo embora. Depois voltei para aquela sala onde estava à secretária do Dr. Jacinto. Ali estavam o Vitinho, O Nenêi e outra pessoa. Eles disseram que não adiantava eu subir para a sala, pois eu estava sem o envelope e o Dr. Jacinto não iria gostar de não tê-lo levado. Mas decidi subir a escada assim mesmo. Na sala de cima, vi o Dr. Luiz Carlos sentado numa mesa. O Dr. Jacinto em outra e o Hugo Batista em outra mesa. Havia algumas pessoas ali na sala. Fiquei em pé, perto da mesa do Dr. Jacinto, esperando ele terminar de conversar com uma pessoa, para dizer a ele que tinha perdido o envelope. Nisto alguém chegou perto de mim e disse que eu teria que pegar uma senha, para ser atendido. A caixinha com as senhas estava ao lado da mesa do Hugo Batista. Peguei uma senha, que era de número seis.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS