Sunday, June 19

NA ESTRADA DE TERRA ENLAMAÇADA


Estava num local onde havia uma larga estrada de terra, cheia de lama e poças de água. Com uns dois metros abaixo desta e fazendo divisa com a mesma, havia outra estrada também de terra e cheia de lama; muito larga também. Havia vários ônibus saindo dali, indo para um local onde eu queria ir. Não tinha dinheiro para pagar o ônibus. Então resolvi ir a pé, uma vez que já tinha feito isto antes. Era uma hora da tarde e imaginei chegar onde eu queria por volta das sete a oito da noite. Fui caminhando e fiquei indeciso se ia pela estrada de cima ou da de baixo. Depois pensei não ter importância, pois onde eu queria ir, as duas se encontravam e havia uma escada para passar de uma para outra. Fui caminhando e vi algumas pessoas andando por ali também. Andava por toda aquela lama, desviando das poças de água. Mas ali não passava nenhum carro e nem os ônibus que estariam indo para onde eu ia. Já estava anoitecendo quando estava chegando onde eu queria. Vi o que seria uma lanchonete. Passei pela escada que dava acesso à estrada de baixo, uma vez que vim na cima. Lembrei de quando tinha ido ali, ter vindo pela estrada de baixo e subido as escadas para chegar nesta lanchonete. Fui e direção a lanchonete, que era também uma pousada. Ali havia algumas pessoas conversando.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS