Tuesday, June 19

A CESTA COM TALCO E PIRULITO

Vinha por uma rua carregando uma cesta de presente. Era para levar para casa da minha mãe. Quando cheguei ao bairro esplanada, fui pelo canto da linha. O canto da linha era mais ou menos um metro acima da rua. Fui carregando a cesta até que cheguei a frente à casa da tia Alzira. Cheguei ali, desci do canto da linha e fui até a casa da tia Alzira. Lá dentro estavam a Paula, a Fabíola e outra pessoa, sentada em volta de uma pequena mesa. Havia algumas crianças brincando ali. Quando fui chegando perto desta pequena mesa, alguém tirou da cesta que eu carregava algo que parecia um secador de cabelo. Ao puxar o gatilho que faz o secador de cabelo funcionar, este atirou talco em todos nós. Então disse que aquilo era uma vasilha de talco em forma de secador de cabelo e que eu tinha trago para a Paula. Entreguei-o para a Paula. Como as crianças que estavam ali começaram a chorar, joguei para elas os pirulitos e balas que estavam naquela cesta. Acabou que a cesta ficou vazia. Fiquei arrependido de ter passado ali na casa da tia Alzira, visto que estava levando a cesta para o aniversário da minha mãe.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS