Thursday, October 25

EM CAMARA LENTA

-->Estava em meu apartamento quando desci para buscar sabão em pó para lavar roupa. Era de madrugada e não havia ninguém na rua Fui até onde fica a escola de música, perto da minha casa, na Rua São Paulo. No canto do passeio junto ao muro da escola de música havia dois potes destes parecidos com aqueles que se vendem com batatas fritas. Mas era a embalagem de sabão Omo. Peguei os dois potes, um em cada mão e resolvi voltar para meu apartamento descendo até a Avenida Vinte e Hum de Abril, passando na frente do Santuário de Santo Antônio. Eu iria dar uma volta de três quarteirões, sendo que estava a 20 metros do meu apartamento. Quando cheguei à esquina da Rua São Paulo com Avenida 7 de Setembro, vi nas proximidades da Game Mania, um homem parado. Uns dez metros abaixo deste tinha outro homem. Vendo eles fiquei com medo e atravessei a rua em diagonal para descer até a Avenida Vinte e Hum de Abril pelo lado oposto em que eles estavam. Quando fiz isto, o homem que estava nas proximidades da Game mania reclamou pelo fato de eu querer desviar deles. Quando cheguei ao outro lado, imaginei que eles poderão atravessar a rua e então decidi descer pela Avenida 7 de Setembro. Ao caminhar pela em direção a Av. 7 de Setembro, pensei melhor e revolvi ir direto para meu apartamento sem dar a volta. Mas quando fiz isto, já estava do lado oposto a escola de música, onde eu peguei o sabão em pó. Ao tentar caminhar de volta, não conseguia andar e nem me manter de pé. Cai de joelhos no passeio, bem na esquina da Av. 7 de Setembro com Rua São Paulo. Segurando um pote em cada mão. Eu batia com o pote no chão e com muito esforço eu me arrastava. Olhei para trás para ver se o tal homem vinha em minha direção e vi que um casal acabara de passar por eles. Este homem veio seguindo o tal casal em direção ao lado que eu estava só que do outro lado da rua. Consegui ficar de pé, mas só andava em câmara lenta. Por mais esforço que eu fizesse eu não conseguia ir mais rápido que em câmara lenta. Fiquei com medo de o tal homem perceber e vir em minha direção. Este homem continuou seguindo o casal que virou na Rua São Paulo em direção a Rua Rio de janeiro. Fiquei mais aliviado, pois assim poderia chegar em casa sem problemas. Fui indo embora sempre em câmara lenta.


No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS