Monday, August 4

ENCOSTADO NA PAREDE


Estava na Rede Ferroviária. Eu andava em cima dos vagões. Nisto vi várias pilhas bem altas, de pacotes tipo de cimento de 50 kg, só que se sabão em pó. Então vi uma pessoa dizendo que ali tinha 200 quilos. Mas parecia ter mais de 1000 quilos. Eu desci sobre os pacotes de sabão em pó. Cheguei numa pia e comecei a lavar as mãos. Minhas mãos pareciam que tinham uma tinta branca que nuca saia. Apareceram outras pessoas para lavar as mãos também. Eu esfregava e a cor branca não saia. Nisto chegou uma mulher e mandou que a gente parasse de lavar as mãos. Eu disse que a minha mão tinha cal e que não queria sair. Ela mandou parar assim mesmo. Nisto alguém, enfiou a mão debaixo da água que caia da torneira e jogou no meu rosto. Eu assustei e quando fui jogar água nele também, a mulher ficou me olhando, eu desisti e sai enxugando minhas mãos. Depois fui fazendo as contas e vi que meu dinheiro não ia dar para pagar todas as minhas dívidas. Estava encostado numa parede. Nisto lembrei que eu devia um dinheiro ao Israel e que teria que pagar com juros. Fiquei imaginando como eu faria. Então pensei que era melhor pagar ele primeiro, porque ele poderia fazer um escândalo se eu não o pagasse. Eu teria que viajar para encontrar com o Henrique. Eu tinha 2 horas para chegar onde o Henrique estava. Nisto eu já me vi onde o Henrique estava. Ele estava sentado lendo um jornal. Então eu disse a ele que tinha esquecido o dinheiro, para pegar o ônibus. Ele me mandou voltar bem rápido, porque u só tinha duas horas. Eu fui voltando dentro de um carro. Passando em frente a um bar vi o Henrique sentado lá dentro, Parei o carro na esquina, no meio da rua. Falei com o Henrique e ele me mandou ir rápido. Eu empurrei o carro para tirá-lo do meio da rua. Era um Fiat 147 (primeiro carro que a Fiat fez no Brasil). Quando eu o empurrei, ele saiu arrastando na beira do passeio, Eu olhei, mas fui embora. Eu desci três quarteirões que eram morros bem altos e cheguei logo em casa, Então pensei que por aquele caminho era bem fácil. Nisto alguém me pediu para olhar qual local tinha cerveja que fosse fácil de pegar, que estivesse da altura do meio fio. Eu então disse que tinha visto um bar que ficva deste jeito.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS