Monday, October 5

CAINDO DA ESCADA

Estava trabalhando com o Eduardo numa empresa. Nisto subi numa escada, desta de abrir. Só que ela era muito alta. Quando cheguei lá em cima, a escada começou a balançar muito. Então o Eduardo colocou o pé dela no pé da escada, para firmá-la, até eu descer. Mas quando fui começar a descer, a escada caiu de lado. Bati no chão com muita força, de lado, mas não senti nada. Sai andando normalmente. Nisto cheguei num local, onde havia um banco de jardim, em cima de uma plataforma, parecida com estação ferroviária. Uma mulher estava sentada neste banco com alguns papéis nas mãos. Havia várias pessoas por ali. Outra mulher em pé, nesta plataforma, chamava por alguém. Nisto alguém me perguntou se não era por mim que chamavam. Fui até a mulher que estava em pé, perguntei se chamava por mim. Ela disse que não, que eu seria o próximo. Nisto chegou um homem machucado e mancando, sentou ao lado da mulher no banco. Então perguntei para uma pessoa que estava ao meu lado, porque chamavam a gente ali. Ela então disse que aquela mulher era uma juíza de direito. Que eu tinha caído da escada e que deveria contar como foi para ela. Assim ela iria determinar qual o valor da indenização que eu teria direito. Então disse que eu nem tinha me machucado. Esta pessoa então disse para eu mentir.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS