Saturday, November 6

BUEIRO ENTUPIDO



Estava num local, que parecia ser o terraço de um prédio. Nisto alguém me chamou, dizendo que a água estava subindo muito, porque tinha entupindo a saída dela. Por uma abertura pequena, subi num telhado de folha de zinco. Fui caminhando com dificuldades, para não escorregar, segurando uma chave de fenda. Quando cheguei perto da saída da água, vi que era um bueiro, que estava entupido e a água não descia. Quando fui tentar remover o lixo que entupia, ele se deslocou a e água começou a descer. Fui revirando assim mesmo, para que a água levasse o resto do lixo. Do meu lado estava o “Segundinho”. Sentado numa cadeira de praia, num pedaço de laje, estava o israel. Pouco a minha frente, havia outra abertura, para onde o “Segundinho” foi para sair. Fui tentar ir por ali também, mas escorreguei nas telhas. Decidi então voltar pelo caminho que tinha feito para ir até ali. Ao pisar nas folhas de zinco, elas se deslocaram e saíram escorregando comigo em cima. Cai sentado nelas. Assim elas pararam de se deslocarem. Fui me arrastando até a saída.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS