Wednesday, December 15

DORMINDO NA LATARIA DO FUSCA


Estava em um quarto grande, todo branco, de uma casa que não sei qual era. Havia uma cama e uma lataria de um fusca, de cor vermelha. Estava deitado, dormindo em cima desta lataria. Estava encolhido e sentido muito frio. Ficava escorregando, porque a lataria de fusca é ovulada. Então pensei em passar para a cama, mas sabia que não podia. Levantei e vi que a porta do quarto estava aberta. Pela porta do quarto, vi que a porta da casa também estava aberta. Estava só de cueca, mas fui até a porta para fechá-la. Havia algumas roupas penduradas na maçaneta. Quando fui fechar, ou a voz de uma mulher, que seria a dona da casa, dizendo que era para todos entrarem, pois ela havia deixado a porta aberta. Então fechei a porta com cuidado e voltei rapidamente para o quarto. Para não virem que eu tinha acordado, não voltei para a lataria do fusca, rapidamente ajoelhei em frente ao criado mudo e deitei a cabeça em cima dele e fingi que estava dormindo, foi à conta de fazer isto e entrou uma pessoa no quarto. Esta pessoa então chamou as outras, para verem como eu estava dormindo. Entraram algumas pessoas no quarto e ficaram com “dó” de me verem daquele jeito. Ouvia-os falarem e continuava fingindo que estava dormindo. Queria que eles fossem embora logo, para eu não ter que ficar fingindo, tinha medo de eles me verem mexendo com os olhos. Mas a tal mulher disse que deveriam me pegar e colocar na cama. Vieram as pessoas que estavam ali, me pegaram e me colocaram na lataria do fusca. Continuei fingindo que estava dormindo. Eles saíram do quarto. Então me encolhi novamente, sentido frio.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS