Saturday, March 22

PULANDO POR CINCO CENTAVOS

Estava em cima de um beiral de uma casa, que dava para o passeio da rua. Este beiral tinha uns 15 centímetros de largura só. Eu estava meio que agachado, em cima dele, bem encostado na parede, com medo de cair. Nisto, a metade deste beiral caiu, ficando apenas o pedaço onde eu estava. Eu fiquei tentado pular. Mas era bem alto e eu tinha medo de quebrar minhas pernas ao cair. Mas eu fechei os olhos e pulei. Quando abri os olhos, já estava lá em baixo, nem me vi pulando e não senti nada. Achei que deveria ser assim mesmo. Nisto vi uma pratinha de dez centavos e outra de cinco. Coloquei ambas no meu bolso, onde eu já tinha várias de um real. Fui indo embora, quando um homem veio atrás de mim, perguntando se eu tinha pegado o dinheiro do bar dele. Eu disse que não. Ele então ficou tentando enfiar a mão dele nos meus bolsos, para ver se o dinheiro estava lá. Eu tentava evitar, mas ele ficava tentando assim mesmo. Eu temia que se ele achasse os quinze centavos, poderia dizer que tinha sido eu. Então eu perguntei que dinheiro era. Ele me disse que alguém tinha assaltado o bar dele e levado todo o dinheiro, Ai eu disse que já tinha umas pratinhas de um real e que tinha achado só quinze centavos, e que ele podia levar as pratinhas.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS