Wednesday, June 11

A GANG DO RIO

Estava num local, com o Fernando, a Nathália e a Iara. A gente estava dentro de um carro que não tinha capota. Íamos por uma estrada que cabia o corro certinho. De ambos os lados, tinha muita água, parecendo dois rios. A estrada era longa e reta. Eu estava em pé dentro do carro e disse que quando a gente tinha vindo à água não estava tão alta assim, quase cobrindo a estrada. Disse que talvez a gente não fosse conseguir chegar ao final, antes da água cobrir a estrada. O Fernando que estava dirigindo o carro, Nisto ele fez um zig-zag e o carro derrapou e ficou atravessado na estrada, com as rodas da frente na água deste suposto rio, de um lado da estrada e a de trás na água do outro lado. Eu disse que não precisava preocupar, dava para virar o carro e sair dali. Nisto apareceu uma gang, com umas cinco pessoas que vinham caminhando por cima deste rio, que já não era mais rio, e sim uma estrada, Nisto já nos vimos dentro de uma casa. Eu levei a Nathália e a Iara para dentro de um quarto e fui procurar o Fernando, que tinha sumido. Eu sabia que o pessoal da gang tinha pegado ele. Sai gritando pelo Fernando. Quando vi uma porta aberta, corri até ela. Alguém tentou fechá-la, mas eu impedi colocando o pé na soleira da porta. Forcei e entrei, mas lá estavam as duas mulheres da gang, que ficaram rindo. Saí e continuei gritando, quando vi outra porta e corri ate ela. Abri e lá dentro tinha umas 10 pessoas e o Fernando estava lá também. O Fernando estava conversando com alguém que ele dizia ser amigo dele. Eu achei que eles queriam era seqüestrar o Fernando. Ai, alguém deste grupo disse meu nome errado. Então eu disse que era Thymonthy. Eles começaram a rir.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS