Skip to main content

SOPRANDO UM VENTO FORTE

Caminhava por uma rua. Estava anoitecendo. Um vento muito forte batia e quase me impedia de andar. Mas o vento só soprava em mim. As árvores estavam como se não houvesse vento algum. De repente começou a sair do meu corpo um tipo de pó, de todas as cores que ficavam brilhando. Quando mais pó saia, menos força eu tinha, até que chegou num momento que não consegui andar. Ajoelhei no chão, fiquei encolhido, mas o vento não parava e nem o pó que saia do meu corpo. Perdi toda a foca e cai, como se estivesse morrendo.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO