Tuesday, July 14

VOANDO EM ALTA VELOCIDADE

Estava num local, onde havia uma pessoa. Nisto sai voando muito rapidamente. Só que eu voava de costas. Com dificuldade fui virando para voar de frente. Mas eu ia muito rápido. Às vezes ia bem alto e depois vinha baixinho. Vi o sol se pondo e algumas luzes do poste da Cemig, acesa. Fazia alguns zig-zag. Eu não estava conseguindo me controlar direito. Depois voei perto da pessoa que estava li. Eu não conseguia escolher para onde ir. Era como se alguém estivesse me controlando. Depois fui voando rapidamente e cheguei ao pátio da Gerdau. Era o pátio de sucata. Era um local onde havia desativado uma antiga fundição. Havia um monte de sucata, montes de terra e uma espécie de pântano. Nisto fui descendo e parei bem ali. Eu tentava voar novamente, porque estava com medo de ficar ali. Havia uma mata fechada ao lado. Eu pulava para tentar voar novamente, mas só ia indo para um buraco que havia ali, onde ficava esta espécie de pântano. Eu queria sair dali o mias rápido possível, porque sabia que ia afundar naquele pântano. Depois fiquei pensando que não teria perigo, porque eu estava era sonhando. Porque eu só conseguia voar, nos sonhos. Então fui tentando voar sem medo, dizendo que não podia me acontecer nada, porque era tudo um sonho. E fui pulando e indo para baixo.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS