Sunday, August 1

GRITANDO PARA ESPANTAR MONSTROS


Estava indo por uma rua do bairro Porto Velho. Era noite e estava bem escuro. Usava uma capa de frio. Com medo de alguém ou alguma coisa, ira pelo meio da rua, e gritando, como se fosse um monstro. Isto para espantar o que viesse. Nisto percebi que um homem vinha atrás de mim. Sai correndo, gritando como monstro.  Quando percebi, tinha outro na minha frente. Então dei um grande pulo, passando por cima deste que estava na minha frente. Continuei gritando e correndo. Estava chegando à beira do Rio Itapecerica, que ali, é bem largo. Não vi alternativa, senão voar por cima do rio. Correndo, ao chegar à beira do rio, pulei e sai voando sobre o leito do mesmo. Chegando do outro lado, havia uma estradinha. Esta estradinha era na verdade, a rua, cujo mato tinha tomado conta, e só ficara o local por onde as pessoas passavam. Ali eu já conhecia, mas como era noite, eu temia aparecer alguma coisa estranha. Então, continuei gritando, indo por aquele caminho. Até que cheguei à minha casa, que ficava ali na BDL. Entrei correndo em casa, temendo algum fantasma aparecer.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS