Skip to main content

QUEDA LIVRE


Estava na frente de um prédio, juntamente com outra pessoa. Este prédio era redondo, então começamos a subir este prédio, pelo lado de fora. Fomos subindo. O prédio era muito alto. Já estava chegando lá em cima e eu disse que não estava mais aguentando me segurar nas beiradas do prédio. Disse que poderia cair a qualquer momento. Quem estava comigo dizia mesma coisa. Já quase no terraço, em um dos apartamentos, saia um trilho para fora. Agarramo-nos neste trilho e ficamos ali pendurados. Disse que iria soltar as mãos, pois não conseguia mais me segurar. A pessoa que estava comigo, disse que soltaria também. Largamos o trilho juntos e descemos em alta velocidade, rumo ao chão.

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO