Friday, June 1

NO VAI-E-VEM DAS ESTRADAS

ESTAVA NUM LOCAL AFASTADO DA CIDADE. HAVIA VÁRIAS ESTRADAS NA FORMA DE COCHO. ELAS TINHAM UNS 20 METROS DE COMPRIMENTO E MAIS OU MENOS UM METRO DE LARGURA E UNS CINQÜENTA CENTÍMETROS DE FUNDURA. ESTAS ESTRADAS EM FORMA DE COCHO ESTAVAM SEMPRE SUBINDO E DESCENDO. NÃO HAVIA EM LINHA RETA. EU DIRIGIA POR ESTA ESTRADA EM FORMA DE COCHO, SÓ QUE NÃO TINHA CARRO. SIMULAVA ESTAR DIRIGINDO E FAZENDO O BARULHO DO MOTOR COM A BOCA E MOVIMENTANDO AS MÃOS COMO SE ESTIVESSE AO VOLANTE. DESCIA POR ESTA ESTRADA QUE AO FINAL DA DESCIDA, FAZIA UMA RÁPIDA CURVA E SUBIA NOVAMENTE. LÁ EM BAIXO ELA ENCONTRAVA COM OUTRA ESTRADA DE IGUAL FORMA, ASSIM A GENTE PODERIA MUDAR DE ESTRADA SE QUISESSE. AO TERMINAR DE DESCER, RESOLVI MUDAR DE ESTRADA E SUBIR NA OUTRA. NISTO VINHA UM CAMINHÃO DESCENDO A ESTRADA AO LADO. O CAMINHÃO ERA FININHO E COMPRIDO, PARA CABER NAQUELE COCHO. FIZ SINAL PARA ELE ESPERAR EU PASSAR. ELE FREOU E EU PASSEI E FUI SUBINDO A ESTRADA, SIMULANDO ESTAR DIRIGINDO. NÃO PRECISAVA FAZER FORÇA PARA SUBIR. A ESTRADA LEVAVA A GENTE PARA CIMA, COMO SE FOSSE UMA ESTEIRA ROLANDO. MAS ELA NÃO MOVIMENTAVA. APENAS A GENTE IA SUBINDO QUERENDO OU NÃO. DEPOIS DE FAZER A CURVA LÁ EM CIMA, FUI DESCENDO NOVAMENTE ATÉ CHEGAR EM BAIXO E SUBIR DE NOVO. ESTAVA VIAJANDO PARA O RIO DE JANEIRO E TINHA QUE IR NAQUELA ESTRADA FAZENDO AQUELE VAI E VEM.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS