Tuesday, May 5

A FORTALEZA

Estava na carroceria de um caminhão. O Fernando era quem estava dirigindo. Mas ele dirigia da carroceria também. Ele ia à alta velocidade. Meu cabelo estava muito grande e o vento o deixava em meu rosto. Eu tirava o cabelo mais ele voltava e quase não me deixa ver. Então eu disse ao Fernando que era capaz das pessoas não estar lá, aonde à gente ia. Lembrava-me que eles tinham saindo. Nisto chegamos numa casa grande. Havia algumas pessoas. Depois entrei num quarto e um homem queria me bater. Segurei a maçaneta da porta tentando impedir que ele a abrisse. Mas a maçaneta se soltou, ficando eu com uma parte e ele com a outra. Sai deste quarto, lutando com ele como se a maçaneta fosse espada. Só que a maçaneta estava já bem grande, do tamanho de uma espada mesmo. Tentei enfiar a ponta da maçaneta na barriga dela, ele sai da frente e esta ponta se encaixou numa peça de ferro que tinha na parede, Ao encaixar lá, fez esta peça girar e começou um barulho estranho do lado de fora. Abrimos a porta e vimos paredes laterais, em volta da casa, subindo e fechando toda a casa. Um Homem que estava ali, disse que aquela casa era uma fortaleza, e por isto tinha aquelas parede de proteção.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS