Skip to main content

CABELO DE ESFINGE

Estava num local onde havia várias pessoas. Parecia um templo daqueles da época dos faraós. Havia uma criança que era carregada no colo por uma mulher. Havia outro menino, que era bem gordinho e estava vestido como as pessoas daquela época. Parecia que estava enrolado em vários lençóis branco. Um homem seguia este gordinho por todo lado, como se fosse o segurança dele, ou o gordinho fosse alguém importante. Quando cheguei perto do menino que estava no colo da mulher, comecei a rir e dizendo que o cabelo do menino era igual às caras das esfinges do Egito. Eu ria sozinho, porque ninguém achava graça e também não se importavam do que eu dizia.

Comments

Popular posts from this blog

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO