Monday, November 9

CORRENDO COM A CALÇA CAINDO PARA COMPRAR PASSAGEM

Estava no centro da cidade e sai correndo para chegar depressa em casa. Só que estava indo na direção do bairro Bom Pastor. Estava de calça jeans. Ela estava muito larga e caindo. Quando passei por algumas pessoas na Av. primeiro de Junho, elas começaram a dizer que eu não usava cueca. Continuei correndo segurando a calça. Nisto cheguei num local, distante da cidade, que parecia um grande estacionamento. Lá no fundo deste local, tinha uma guarita. Quando cheguei nesta guarita, um homem que estava lá dentro me disse que tinha um grande premio para mim. Não entendi direito. Ele repetiu dizendo que tinha guardado um ótimo premio para mim. Fiquei satisfeito e pensando em qual concurso eu teria ganhado. Nisto ele pegou um bloquinho de bilhetes de rifa. Então entendi que ele queria era me vender uma rifa. Nisto alguém o chamou. Ele saiu e chegou outro homem. Disse a este outro que queria uma passagem para voltar na cidade, no outro dia. Ele disse que tinha para seis horas. Disse que era muito cedo. Ele disse que então tinha para as 10 horas. Ele mesmo disse que 10 não dava para mim. Disse a ele que não, pois pegava serviço às 7 horas. E se eu pegasse o das seis horas, ia chegar muito cedo, pois era pertinho. Ele então disse que a mulher que sabia de tudo, estavam vindo. Vi duas senhoras idosas. Uma era muito velhinha mesmo. Elas deram a volta por trás da guarita, saindo do outro lado e ficando de frente para mim. O tal homem cumprimentou a primeira mulher, mais nova e esperamos mais um pouco a outra chegar, pois ela andava muito vagarosamente. Ela chegou e disse que tinha que ser as seis horas mesmo. Então pedi ao tal homem a passagem. Ele disse que não vendia passagem para pegar aquele ônibus. Era só entrar e pronto. Disse que se estivesse cheio eu não conseguiria embarcar. Ele então disse que barrava ali, todos que queriam embarcar. Assim o ônibus não ficava cheio.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS