Sunday, November 15

APRENDENDO A TROCAR A FRALDA DA CRIANÇA

Estava numa grande loja de magazine, tipo a Ricardo Eletro. Havia várias pessoas. A loja estava cheia de confete, como se estivesse ocorrendo uma grande liquidação. Nisto, uma criança, que deveria ter um ano mais ou menos, e estava em cima de uma pequena mesa, usando apenas fralda descartável, virou para mim e disse que era para eu levá-la ate o outro lado da loja, onde ela ensinaria as pessoas a trocar fraldas descartáveis. Então eu disse: --sobrou para o marmitão-- A segurei por debaixo dos dois braços e sai carregando a criança, evitando que ela encostasse em mim, porque ela estava só de fralda e não sabia em que situação estava a fralda. Chegando do outro lado da loja, coloquei a criança em cima de outra pequena mesa. Sentada, encostada na parede, tinha uma menina, que deveria ter uns 15 anos. Ela ouvia música com fone de ouvidos. Nisto, a criança que coloquei em cima da mesa, disse que iria demonstrar como se trocar fraldas. Fui tirando a fralda que usava. O problema foi que ela tinha feito cocô. Só que estava “durinho” e caiu no chão e partiu em alguns pedaços. A tal criança então pediu para eu pegar. Disse então: --sobrou para o marmitão de novo— Nisto veio rolando até perto de mim, um rolo de papel higiênico. Então disse que usaria o papel higiênico da loja mesmo. Peguei o papel em bastante quantidade, enrolei na mão e fui pegar o cocô da criança. Quando pegava, veio aquela menina que ouvia som, e foi para pegar um pedaço. Então gritei para não pegar porque era cocô. Ela então disse que havia pensado que era um doce. Então disse a ela: --vai comer este “doce” que você vai ver o gosto que tem—E comecei a rir.


No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS