Skip to main content

A SANDÁLIA FLUORESCENTE NO SUPERMERCADO ESCURO


Estava dentro de um carro, no lado do passageiro, não estava sentado no banco, estava encolhido na frente do banco. Não sei quem dirigia, porque estava muito escuro. Nisto o carro parou na porta de um supermercado, desci e fui ate´o guarda volumes. Estava muito escuro, pois não tinha energia. Neste guarda volume, a gente não guardava volumes, mas pegava sacolas para colocar o que a gente ia comprar. Peguei tres sacolas. Nisto, pela luz de uma vela que estava em cima do balcão, vi que a sandália tipo franciscano que eu estava usando, estava fluorescente. Fiquei imaginando como poderia ser aquilo, pois eu havia calçado um teniz. Sai pelo corredor escuro do supermercado, só olhando para meus pés, tentando entender o que havia ocorrido. Peguei algumas coisas nas prateleiras, até encher as tres sacolas. Fui para o caixa, que também tinha somente um vela acessa ali. Passei as tres sacolas. O supermercado cobrava por sacala cheia e não pelos produtos que a gente levava. O caixa me conrou 3 reais, um por cada sacola. Sai dali e fiquei parado em pé em frente a este supermercado, esperando o carro vir me buscar.

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO