Sunday, September 19

DELEGADO SEM MEMÓRIA



Vinha andando pela beira do rio, no bairro Porto velho. Havia um terreno grande nesta margem. No meio deste terreno, havia um caminho por onde as pessoas passagens, para se evitar dar a volta neste grande terreno. Quando andava por este caminho, ouvi gritos. Percebi então que a policia vinha correndo por este caminho. Então, sai correndo imaginando que a policia queria me pegar. Depois que atravessei o terreno, corri em direção ao rio e pulei dentro do rio, para atravessá-lo. Nisto os policiais também pularam no rio. Fiquei imaginando o que eu teria feito para eles me perseguirem. Sai do outro lado do rio, no bairro Esplanada. Eles continuavam atrás de mim. Resolvi então parar e perguntar por que eles estavam me seguindo. Eles pararam e disseram que eu tinha dito para eles me seguirem. Que eles estavam apenas obedecendo ordem minha. Perguntei por quê. Eles disseram que eu era o delegado. Disse que não me lembrava de nada. Disseram que eu tinha perdido a Memória, quando caí de uma árvore. Que isto tinha acontecido a mais de um ano. E desde então, eles continuavam me seguindo.

No comments:

Post a Comment

VIVER EH A MAIOR DE TODAS AS AVENTURAS