Skip to main content

BONECO DE OLINDA ME PERSEGUINDO NA AVENIDA


ESTAVA EM UMA LARGA AVENIDA, ONDE PASSAVAM VÁRIAS PESSOAS. PARECIA UM DESFILE. HAVIA PESSOAS PASSANDO NA AVENIDA E MUITAS OUTRAS NO PASSEIO, CERCADO POR UMA CORDA. VINHA PELA AVENIDA, QUANDO UM HOMEM GIGANTE QUE ESTAVA NO PASSEIO, PULOU A CORDA E VEIO EM MINHA DIREÇÃO. ESTE HOMEM DEVERIA TER UNS CINCO METROS DE ALTURA E A CABEÇA DELE ERA MUITO GRANDE. PARECIA COM AQUELES BONECOS DE OLINDA. SÓ QUE ELE ESTAVA VIVO. ELE ME OLHAVA E CORRIA EM MINHA DIREÇÃO, ENTÃO SAI CORRENDO PELA AVENIDA. ELE VEIO CORRENDO ATRÁS DE MIM. MAS A CABEÇA DELE PESOU PARA TRÁS E ELE FOI CAINDO DE COSTAS. ELE ESPERNEAVA NO CHÃO TENTANDO LEVANTAR, MAS A CABEÇA ERA MUITO PESADA E ELE NÃO CONSEGUIA. APROVEITANDO QUE ELE ESTAVA NAQUELA SITUAÇÃO, SAI CORRENDO POR AQUELA AVENIDA SEM OLHAR PARA TRÁS.

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO