Skip to main content

A GARRAFA TÉRMICA E O CAFÉ

Estava indo pela Rua Minas Gerais, quase esquina com a Rua Vinte e Hum de Abril. Carregava em uma das mãos uma garrafa térmica com água quente. Aproximando da lanchonete que tem ali quase na esquina vi a dona limpando uma mesa. Ao passar por ela senti um cheiro de café. Então disse para a moça que limpava a mesa que o cheiro de café estava com cheirinho bom. Ela então respondeu que o café que eu carregava era que estava com cheirinho bom. Fiquei rindo e continuei andando e pensando que na garrafa só tinha água quente. Depois virei na Avenida Antonio Olimpio de Morais e veio até mim uma criança que deveria ter uns 10 anos e me pediu café. Disse que não tinha. Ele então ficou tentando derrubar a garrafa da minha mão. Então decidi dar a ele o café antes que ele derrubasse minha garrafa. Quando fui colocar a água quente na Caneca dele, saiu café mesmo. Não conseguia entender como a água quente tinha virado café.

Comments

Most visited posts

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

A JANELA DE VIDRO

FIM DE SEMANA NO SÍTIO

TROCANDO A FRALDA DA CRIANÇA

DE JOELHOS NO CHÃO

SUBINDO O MORRO

ATRAVESSANDO OS FILHOTES DE CACHORRO

A CHUVA. OS CEM REAIS E A GOSTOSA DA JAQUELINE

REBOCANDO A PAREDE

BUEIRO ENTUPIDO